Deputado se vê habilitado para o TCE e lembra que indicação é da Assembleia

08/02/2019 - 11:04 hs

Gazeta Digital- Pablo Rodrigo

Em seu 5º mandato de deputado estadual, Sebastião Rezende (PSC) confirmou interesse na disputa pela indicação à vaga no Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT), algo que deve ocorrer até o mês de março. De acordo com o próprio parlamentar, ele possui experiência para atuar como conselheiro.

"Já estou no 5º mandato e nos últimos 3 eu tive votos nos 141 municípios do Estado. Efetivamente eu tenho andado no estado de Mato Grosso. Nós sabemos da realidade e das dificuldades. Nós intermediamos junto ao governo do Estado, temos defendido ações nas regiões longínquas", explicou durante entrevista na rádio Capital FM nesta sexta-feira (8).

Com a abertura da vaga no Tribunal de Contas, o deputado acredita que as suas participações nas discussões tributárias e de orçamento do Estado nas Comissões do Legislativo lhe daria condições para atuar no TCE. "Como advogado, eu tive a oportunidade presidir a Comissão de Constituição e Justiça na Assembleia Legislativa", argumentou.

A expectativa de Sebastião Rezende é que já na próxima semana o processo de escolha dos nomes para a indicação ao TCE deva ser deflagrado. "Existe uma normativa que está sendo formatada pela Mesa Diretora, mostrando critérios para a indicação", lembra.

Outros nomes

Sobre uma possível indicação de nomes de fora da Assembleia, o deputado lembra que as indicações devem ser feitas por parlamentares.

Entre os nomes de fora, surgem o do promotor de justiça Mauro Zaque e do juiz Yale Sabo Mendes. "Eu não tenho informação efetiva, eu ouço por parte da imprensa. Mas todos que se habilitarem fazem porque tem respaldo e apoio. E quem vai votar são os deputados estaduais".

Articulações

"Eu já estou conversando com alguns deputados, porque ninguém é candidato de si mesmo. Se efetivando meu nome nessa disputa eu vou buscar apoio. Com segurança e votando eu tenho o meu voto. Este trabalho está começando agora e vamos buscar isso com mais firmeza e mais segurança", pontuou.

Além de Sebastião Rezende o deputado Guilherme Maluf (PSDB) já anunciou que pretende disputar a indicação, mesmo sendo citado em várias delações e ter sido denunciado pela Procuradoria-Geral de Justiça (PGJ) por possível envolvimento em desvios de recursos públicos no âmbito da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), descoberto pela Operação Rêmora.