‘Quero que delate’, diz Emanuel sobre ex-secretário

15/04/2019 - 11:45 hs

Gazeta Digital- Thalyta Amaral e Pablo Rodrigo


Os rumores de que o ex-secretário de Saúde de Cuiabá, Huark Correia, estaria negociando uma delação premiada com o Ministério Público do Estado (MPE) chegaram aos ouvidos do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), que disse estar tranquilo com essa possibilidade. “Eu quero que delate”, disse o prefeito durante entrevista.

Huark foi apontado pelas investigações da Polícia Civil como chefe de um esquema que fraudava e manipulava licitações e contratos na saúde em Cuiabá e junto ao governo do Estado. Ele está preso desde 30 de março e na última semana teve o pedido de liberdade negado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), o reforçou os rumores sobre a delação.

Para o prefeito, a delação não é motivo de preocupação, no entanto, o ex-secretário deve provar as acusações que fizer. “Não tenho qualquer preocupação, sou o maior interessado para que tudo se esclareça. Eu quero que quem tenha o que falar em qualquer esfera, delate e prove. Principalmente prove”.

O chefe do Executivo municipal avalia que as fraudes apuradas nas investigações são fato resolvido. “Esse episódio da Operação Sangria, todo ele é do passado. Nada tendo a ver com a minha gestão. Mas, eu quero que a leviandade não seja uma prática. Porque eu respeito a imprensa”.