Janaina Riva assume presidência da Assembleia Legislativa

17/04/2019 - 12:28 hs

Gazeta Digital- Arthur Santos da Silva e Pablo Rodrigo


A deputada estadual Janaina Riva (MDB) assumiu nesta quarta-feira (17) a presidência da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (AL). Substituindo o deputado Eduardo Botelho (DEM), que se licenciou, Janaina se torna a primeira mulher a presidir a Casa de Leis.  

A Assembleia contou com sessão especial para que a presidência fosse redistribuída. Durante homenagens, colegas de parlamento lembraram que Janaina foi a deputada mais votada em 2018, com 51 mil votos.

A licença deve durar 4 meses. Botelho revelou que precisa realizar uma bateria de exames médicos e resolver problemas pessoais. Durante 120 dias o deputado não receberá salários.

"Este é um momento de extrema alegria para mim e acredito que também para todos aqui desta Casa e de todos os mato-grossenses. Estamos escrevendo um pedaço importante da história desse parlamento.  Depois de 19 legislaturas, pela primeira vez uma mulher vai assumir de forma oficial a presidência", afirmou Botelho.

Janaina Riva mostrou bom humor ao assumir. “Pode ficar tranquilo Botelho, eu prometo que a Casa vai ficar em ordem”, brincou a deputada.  

“Fiz de cada pedra no caminho um degrau que me conduziu à eleição em 2018 com 51.546 votos. Agora não mais como a herdeira política. Mas sim como a deputada de Mato Grosso. Que lutou pelo direito de todos e deu voz aos que não eram vistos. Bandeiras que me fizeram a mais votada do estado”, complementou.

A nova presidente da AL relembrou quem está sempre presente. “À minha família, ao meu marido, aos meus pais Janete e José Riva, aos meus filhos Sofia e José, aos meus irmãos, Junior e Jessica, meus cunhados e meu sobrinho. Hoje eu sei porque eu via meu pai discursar, quando ele falava da família, era o momento que ele mais se emocionava. Na vida de qualquer um de nós políticos não tem nada mais importante do que a nossa base familiar”, finalizou.

É a primeira mulher a assumir a presidência em 184 anos do Parlamento estadual.